Notícias de Trás-os-Montes e Alto Douro

Orgão da Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro de Lisboa

Archive for Abril, 2010

Nadir Afonso “sem limites” no Porto e em Lisboa

Posted by ntmad em 22 04 2010

Nadir Afonso expõe no Museu Soares dos Reis, no Porto, até 13 de Junho. Mais tarde a exposição “Sem Limites” muda-se para o Museu do Chiado, em Lisboa, de 22 de Junho a 3 de Outubro.

Nadir Afonso nasceu em Chaves , em 4 de Dezembro de 1920. A exposição “Nadir Afonso.  Sem Limites”  reúne, pela primeira vez, cerca de uma centena de obras pouco conhecidas do público em geral, e um conjunto alargado de elementos (estudos e documentação) que permitem analisar e compreender melhor o processo de criação do artista.

A retrospetiva aborda a primeira metade do percurso artístico desenvolvido entre 1930 e 1960, com a estética surrealista ou a arte cinética, e exibe “a surpreendente contemporaneidade” da obra do pintor .

Veja mais informação no blog do artista Espacillimité.

Veja também o encontro com o pintor na FCSH, em 27 de Outubro de 2009.

Anúncios

Posted in A Nossa Gente, Pintura | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

18 de Abril: Abertura oficial do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, na Régua

Posted by ntmad em 14 04 2010

Subordinada ao tema Património Rural e Paisagens Culturais, o ICOMOS-Portugal em associação com o IGESPAR colabora na organização de mais de 400 iniciativas por todo o país, para comemorar, no próximo dia 18 e Abril, o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios , cujo Programa Geral pode consultar aqui.

A abertura oficial do dia ocorrerá em Peso da Régua, no Museu do Douro, com o Encontro PATRIMÓNIO RURAL: TERRITÓRIO E PAISAGEM COMO RECURSO CULTURAL, seguido de uma Visita guiada a Ucanha e Persegueda. Acções conjuntas do ICOMOS-Portugal com o Ministério da Cultura, Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território, IGESPAR, DRCN, Missão do Douro, Turismo do Douro e Museu do Douro com o programa seguinte:
Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

Posted in A Nossa Terra, Património | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »

Homenagem a Raúl Rego adiada para 7 de Maio

Posted by ntmad em 13 04 2010

O jantar de homenagem a Raúl Rego foi adiado para o próximo dia 7 de Maio, mantendo o mesmo programa.

Posted in A Nossa Casa | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

Desportivo de Chaves na final da Taça de Portugal

Posted by ntmad em 13 04 2010

A equipa de futebol do Desportivo de Chaves qualificou-se para a final da Taça de Portugal ao derrotar a equipa da Naval 1º de Maio por 2-1, na Figueira da Foz, após prolongamento.
 

Posted in A Nossa Terra | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

Trasmontano na Academia Venezolana de la Lengua

Posted by ntmad em 12 04 2010

Joaquin Marta Sosa, nascido em Nogueira (Bragança), em 1940,a viver na Venezuela, foi eleito membro da Academia Venezolana de la Lengua, sendo o primeiro que não tem o castelhano como língua materna.

O seu primeiro livro Anuciación apareceu em 1964. Desde então publicou uma dezena de obras, das quais se destacam Oscuro sol de los puertos (1998) e Territorios Privados (1999), com que foi galardadoado no Prémio de Literatura del Ayuntamiento de Caracas. Mais recentemente publicou Las manos del viento (2001) e El rio solitario (2004). Um ano mais tarde reuniu toda a sua obra poética de 1964 a 2004 sob o título Los barcos de la memoria. É responsável por antologias como Navegación de tres siglos, Antologia basica de la poesia venezolana 1826/2002 (2003) e Poetas e Poéticas de Venezuela (2004).

A poesia de Joaquín Marta Sosa destaca-se, nas palavras de Rafael Arráiz Lucca pela “síntesis alcanzada entre la pulsión narrativa y una muy decantada expresión lírica”. Em Amares – a sua obra mais recente a memória consubstancia-se no território particular do diálogo maduro com a mulher amada e na sua presença como espaço de vida.

Posted in A Nossa Gente, Poesia e Literatura | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

“PARE, ESCUTE, OLHE” nos cinemas a partir de 8 de Abril

Posted by ntmad em 4 04 2010

O premiado documentário “Pare, Escute, Olhe”, de Jorge Pelicano, chega, a partir do próximo 8 de Abril, às salas de cinema. As exibições vão começar nas salas Lusomundo Amoreiras (Lisboa) e Parque Nascente (Porto), e no Cinema City, em Alvalade. A seguir estende-se a outras salas do país, incluindo cineclubes e cine-teatros, em todo o território nacional.

Entretanto, a produtora Costa do Castelo Filmes dirigiu convite para a apresentação, em Lisboa, do “Pare, Escute, Olhe”, no próximo dia 6 de Abril, pelas 21:30, no Santiago Alquimista, com a presença do realizador. Na ocasião será apresentado, em parceria com a Editora Civilização, o livro com o mesmo título, de Jorge Laiginhas com fotografias de Leonel de Castro.

Veja o Trailer Cinema “Pare, Escute, Olhe” from Pare, Escute, Olhe on Vimeo.

Posted in A Nossa Terra | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »

Ainda e sempre Trindade Coelho

Posted by ntmad em 1 04 2010

A nossa Casa tem uma dívida de gratidão e de respeito para com a memória do seu primeiro Presidente da Mesa da Assembleia-geral, Dr. José Francisco Trindade Coelho.

Aquando das comemorações do centenário do seu trágico desaparecimento, associámo-nos às Câmaras Municipais de Lisboa e de Mogadouro e à Santa Casa da Misericórdia para materializarmos, num evento memorável na Praça da Figueira uma homenagem aberta a todos quantos, e foram milhares, lá se deslocaram.

Mas não passou apenas por aqui a celebração. Palestras e exposições, por exemplo, marcaram também a efeméride e contaram com a nossa participação.

Não foi de estranhar portanto que, a 5 de Fevereiro passado, na nossa Sede, tivesse lugar o lançamento do livro “Correspondência de Trindade Coelho, 1873-1908” organizada por Hirondino Fernandes e publicado pela Revista Cultural Brigantia.

Para o efeito deslocou-se à Casa, o Professor Telmo Verdelho que durante mais de uma hora leu e comentou missivas daquele autor e fê-lo de forma tão cativante e esclarecida que encantou a inúmera assistência que enchia o salão.

Seguiu-se um jantar convívio que prolongou o ambiente fraterno gerado no momento anterior.

Posted in A Nossa Casa, A Nossa Gente | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »

Que Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro neste limiar do Século XXI e para o futuro ?

Posted by ntmad em 1 04 2010

por António Armando da Costa

 

Fundada em 1905, a Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro (CTMAD) tem como objectivo principal a defesa e promoção dos interesses da região natural de Trás-os-Montes e Alto Douro. Desde a sua fundação a Casa procurou responder aos anseios de todos os que tiveram de deixar as suas aldeias, vilas e cidades para procurar na grande metrópole as condições de vida que lhes eram negadas nas suas povoações de origem; e simultaneamente contribuir para apontar as vias de desenvolvimento de Trás-os-Montes e Alto Douro tal como eram perspectivadas pelos transmontanos e altodurienses da diáspora, procurando estabelecer uma estratégia de afirmação regional. E por isto mesmo a CTMAD é como a Embaixada em Lisboa deste Reino Maravilhoso de que nos falou Miguel Torga.

Neste início do Século XXI é necessário revitalizar a actividade da Casa, procedendo a uma análise séria do que se modificou ao longo deste século de existência, e estabelecer com rigor que CTMAD pretendemos para o século XXI, e com que realizações, para que a futura actividade da Casa seja mais ágil e eficaz.

Com este objectivo a Direcção convidou o Conselho Regional a programar umas Jornadas de Reflexão Estratégica, e a desenvolver estudos que lhes dêem conteúdo, no sentido de estabelecer orientações futuras visando o acompanhamento prospectivo e proactivo do desenvolvimento de Trás-os-Montes e Alto Douro pela Casa, em intima ligação com as respectivas autarquias.

Potenciar a ligação à comunidade transmontana e altoduriense da Região da Grande Lisboa, procurando dar expressão e visibilidade à satisfação das suas necessidades.

A Direcção está consciente de que muito há ainda a fazer no sentido de dar corpo a estes objectivos. Em particular é necessário ultrapassar a actual situação em que o número de associados é muito pequeno comparado com a totalidade de transmontanos e altodurienses na área da Grande Lisboa, estimados em 300 000; e inverter a preocupante tendência para o envelhecimento da massa associativa, procurando que as realizações da Casa digam cada vez mais a um número cada vez maior de jovens transmontanos e altodurienses.

É convicção da Direcção que o Conselho Regional ao iniciar um tal projecto, que abraçou com grande entusiasmo, realiza duma forma ampla as suas funções de órgão consultivo da Direcção, e afirma-se como um elemento fundamental na programação da actividade da Casa. Estas funções deverão sair reforçadas numa revisão estatutária futura.

Deste modo apela-se a todos os associados que façam chegar os seus contributos directamente à Direcção, à Mesa do Conselho Regional ou aos conselheiros do respectivo Concelho, para um debate que é o seu, de modo a que no futuro tenhamos uma Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro cada vez mais forte, sempre ao serviço da Região, e na qual cada vez mais nos reconheçamos.

 

Posted in A Nossa Casa | Com as etiquetas : | Leave a Comment »

A Casa atenta à sua região

Posted by ntmad em 1 04 2010

Integrado numa programação que se pretende mais completa e que versa o perene tema da Educação e Desenvolvimento em TMAD, decorreu no passado dia 11 de Fevereiro na nossa sede, uma animadíssima sessão/debate sobre o tema referido. Complementou-se esta acção com a apresentação do livro “Teoria da Aprendizagem Significativa” dado à estampa pela Almedina e que Jorge António Valadares escreveu em co-autoria com Marco António Moreira, Prof. Titular de Física na Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Nesta primeira sessão e na mesa, além do autor e presidente da Direcção da Casa, estiveram também o Prof. Guilhermino Pires e o Prof. Hermano Carmo, Catedrático da Universidade Aberta que, após uma explanação sobre esta teoria que David Ausubel deu à luz em 1968, debateram durante largo tempo com os presentes, os importantíssimos papéis da aprendizagem e da avaliação e de como estes aspectos e outros correlacionados se revelam imprescindíveis para um saudável e consolidado desenvolvimento integrado da nossa região.

Foram precisamente a recolha e a análise de dados estatísticos sobre o aproveitamento escolar em TMAD e o daí decorrente posicionamento, pouco dignificante diga-se, das suas escolas nos diversos rankings nacionais, que levou a que a nossa Casa, deitasse mãos à obra para trazer à tona esta discussão e esta programação mais alargada.

E se é verdade, como diz o Prof. Joseph D. Novak, que “este livro descreve as razões pelas quais podemos esperar que a educação no mundo pode ser melhorada significativamente nas próximas décadas”, então a nossa Casa está a prestar um serviço altamente positivo.

Após a pedagogia seguiu-se a gastronomia com um jantar que reuniu os participantes à mesa em conversas, necessariamente, mais descontraídas.

Posted in A Nossa Casa | Com as etiquetas : , | Leave a Comment »